+

Doutorado

CRONOGRAMA
O processo seletivo para ingresso como aluno regular do Programa de Pós-graduação em História - DOUTORADO - é anual.
A inscrição ocorre sempre entre ABRIL e MAIO.
O processo seletivo (provas e entrevistas) em JUNHO.
E o início das aulas em AGOSTO.

INSCRIÇÃO

O processo de inscrição para seleção ao doutorado é aberto aos portadores  do grau de mestre.

Os candidatos em fase final do curso de Mestrado poderão se inscrever para seleção do Doutorado, ficando condicionada a sua matrícula à apresentação do Diploma de conclusão do Mestrado.Os pedidos de inscrição ao processo de seleção de candidatos ao mestrado devem ser apresentados à secretaria do PPH e instruídos por meio dos seguintes documentos:

I - Ficha de inscrição on-line devidamente preenchida, impressa, assinada e acompanhada de 1 (uma) foto 3x4;

II - Ficha de inscrição complementar

III - Fotocópia autenticada do Diploma da Graduação;

IV - Fotocópia autenticada do Diploma do Mestrado (reconhecido pela Capes) ou documento equivalente, com validade nacional, expedido por órgão específico da instituição de origem, que comprove estar o candidato em condições de concluir o Mestrado até a data da matrícula no Doutorado;

V - Fotocópia autenticada do Histórico Escolar da Graduação;

VI - Fotocópia autenticada do Histórico Escolar do Mestrado

VII - Curriculum Lattes(CNPq) documentado, com a produção dos 3 (três) últimos anos;

VIIIProjeto de pesquisa no âmbito de uma das linhas de pesquisa, com indicação do orientador, em duas vias ;

IX - Comprovante de pagamento da taxa de inscrição;

X - Comprovante de aprovação em Exame de Proficiência em Língua Estrangeira realizado em processo seletivo de Programa de Pós-graduação reconhecido pela CAPES ou em um dos testes indicados em Resolução específica do Programa (disponível no menu regulamento).

XI - Outros documentos que se fizerem necessários.

Para o doutorado a exigência é de duas línguas estrangeiras. Os idiomas passíveis de comprovação são: inglês, francês, espanhol, italiano e alemão.

O aluno estrangeiro, não naturalizado brasileiro, deverá comprovar proficiência em português.

O aluno brasileiro naturalizado deverá comprovar proficiência de língua estrangeira diferente do idioma da pátria de origem.

Para os candidatos ao Doutorado, a proficiência em língua estrangeira obtida em curso de mestrado, independente da data de realização, poderá ser automaticamente aproveitada mediante comprovação.

PROCESSO SELETIVO

A seleção para o doutorado far-se-á por:

- análise do projeto de pesquisa

II - prova escrita, a partir de bibliografia básica indicada pelas respectivas linhas de pesquisa, em edital fixado na secretaria do programa;

III - análise do curriculum Lattes;

A análise dos projetos será realizada pelo orientador indicado e terá caráter eliminatório.

A prova escrita terá caráter eliminatório, sendo considerado aprovado o candidato que obtiver nota igual ou superior a sete.

A análise do currículo terá uma pontuação, na escala de zero a cem, convertida em nota de zero a dez. A tabela de pontuação será elaborada pelo Conselho Acadêmico do programa e divulgada em edital público.

A nota final será a média ponderada das notas atribuídas à prova escrita, entrevista e ao currículo, considerando os respectivos pesos:

- prova escrita, peso sete;

II - currículo e histórico escolar, peso três.

Serão considerados classificados os candidatos cuja nota for igual ou superior a sete.

Para efeito da média final, serão consideradas duas casas decimais após a vírgula.

O critério de desempate respeitará a seguinte ordem: nota da prova escrita e nota da avaliação do currículo.